sexta-feira, 24 de junho de 2011

Mulheres vitoriosas

Texto: Rafael Ramos e Regina Célia
Fotos: Aline Santos e Rafael Ramos

“Pois a mão de uma mulher o Senhor a entregará”. O versículo escrito em Juízes 4.9c foi o tema das festividades do Departamento de Senhoras da Igreja União Evangélica Pentecostal em Parada de Lucas. A União Feminina promoveu três dias de culto – 09, 10 e 11 de junho – para comemorar o 23º Aniversário do Grupo Harpa de Davi, 18º Aniversário da Consagração e do Culto de Libertação e 17º Aniversário do Café Espiritual e Campanha do Kilo.
A igreja intercedeu pelas irmãs do Círculo de Oração
A abertura, na quinta-feira (09), ficou sob a direção das líderes do grupo, Ana Cristina e Tatiana Cardoso, e pela líder do círculo de oração, Maria Helena Lucas. A noite contou com várias igrejas convidadas e, apesar de ser uma quinta-feira, a igreja ficou completamente lotada. De forma diferente, o departamento fez uma entrada que foi bastante ensaiada para que nada desse errado. Dá só uma olhada:


Mesmo com a mudança na diretoria, a atual liderança não deixou de reconhecer o esforço da antiga líder, Jacira Rodrigues, que esteve a frente do grupo durante seis anos. “O Senhor tem trabalhado em nosso meio e você veio apresentar a Ele um cântico pela sua vida. Continuem se esforçando porque não é vão o nosso trabalho”, declarou a irmã.

Viviane: "Mulher de família"
Quando tudo parecia bem, eis que a energia acaba. Mas se você pensa que o povo desanimou, se engana. Aí que os adoradores mostraram que, para exaltar o nome de Deus, não precisa de eletricidade. E foi sem luz que a irmã Viviane, da Assembleia de Deus em Lote XV, ministrou a Palavra de Deus com base na vida de Débora, única mulher a ser juíza de Israel nos tempos bíblicos. “Mulher de família é mulher de compromisso, é mulher que põe a casa em ordem para fazer a obra do Senhor e por isso que Deus só chama quem tem responsabilidade”, exortou a pregadora que foi até o final sem microfone e não deixou a voz falhar num só instante.

Na sexta-feira (10), e com luz do início ao fim do culto, as líderes da União Feminina dirigiram o culto com a ajuda da irmã Edneide Soares, também do círculo de oração. Assim como na noite anterior, a igreja também ficou lotada com muitos grupos convidados, muitos amigos que há anos acompanham o desenvolvimento da obra na IUEP em Parada de Lucas. O pregador foi o Evangelista Denilson de Duque de Caxias que também focou na trajetória de Débora. “Débora foi uma das mulheres que teve uma das missões mais difíceis dentro da Bíblia Sagrada. Débora é levantada num período em que o machismo era extremo. O Livro dos Juízes é conhecido como a Idade Negra do povo de Israel”.
Evangelista Denilson: "Idade Negra do povo de Israel"
Na manhã de sábado (11), houve uma consagração abençoada dirigida pelas irmãs Cláudia Campos e Rosana e contou com as congregações de Arnaldo Eugênio e Km 33. Dentre os presentes, a irmã Mariná Prudêncio, fundadora da congregação de Parada de Lucas, deixou uma mensagem de ânimo aos irmãos: “A igreja é como uma árvore que cresce, umas folhas caem e crescem outras novas, mas a obra não pode parar”.
Pastor Ricardo Barreto: "Alguém está apostando em você"

A pregação ficou por conta do Pastor Ricardo Barreto da Assembleia de Deus Fonte de Água Viva do Complexo do Alemão. Diferente das duas outras pregações, ele fugiu do convencional e trouxe uma mensagem de encorajamento para quem esteve presente no trabalho matutino. “Alguém está apostando em você nesta manhã. Alguém está acreditando no seu ministério. No momento em que você pensar que está tudo acabado, Deus vai te surpreender com providência”. Ao final do culto, foi servido um delicioso almoço para quem foi fiel até o fim.

O encerramento à noite teve a direção das irmãs Ana, Tatiana e Cláudia e, além de igrejas co-irmãs, contou com a presença das congregações de Corcundinha, Piabetá, Cidade de Deus e Madureira (Matriz). O pregador da noite foi o Presbítero Fernando Fernandes, dirigente da IUEP Cidade de Deus, que fechou a festividade com chave de ouro trazendo uma palavra de fé e ousadia, incentivando os irmãos a não desistirem do seu chamado. Ousadia essa que faz com que mulheres nesse tempo se levantem como as Déboras dessa geração.

1 comentários:

O Informe UNIÃO agradece pela sua visita e fazemos questão de retribuí-la. Deus faça maravilhas na sua vida e não deixe de divulgá-las!

 
Abrir Rodape